sexta-feira, 29 de abril de 2016

Porque eu me assumi cacheada?


Quando eu engravidei, meio que fui forçada a passar pelo processo de transição capilar rsrs', Fazia um tempo já que eu não tinha progressiva, e pra quem não sabe, não é indicado nenhum procedimento químico que alterem a raiz dos fios durante a gravidez. Esse é um assunto um pouco polêmico, pois existem algumas controvérsias de que alguns produtos, alguns componentes são inofensivos e podem sim ser aplicados. Mas eu preferi não arriscar e não fiz nada. Então durante toda a gravidez fui refém da chapinha e do secador ou então me contentava em deixar os fios presos. Mas olha, foi uma fase muito complicada, pois eu não sabia direito o que fazer nem como cuidar dos cabelos. Depois da gravidez as coisas, continuaram complicadas por que eu amamento e também não poderia voltar a alisar os fios. Até que um dia minha amada mãezinha me disse que eu deveria pesquisar e aprender a cuidar do meu cabelo, me deu até umas dicas de como deixar os fios poderosos. Então fui pesquisar um pouco sobre e comecei a aprender sobre fitagem, o processo de cuidados e a transição. Hoje, a minha pequena tem 1 ano e 10 meses, e eu ainda amamento, mas se eu quiser já posso voltar a fazer progressivas e alisamentos. Então porque eu decidi me assumir cacheada?

Bom, a gravidez foi um processo de auto conhecimento e descobertas, não só da Carla como mãe, mas da Carla como mulher e como blogueira, e todas as outras Carlas que existem dentro de mim. Eu sempre fui uma adolescente muito grilada com a aparência, com uma auto estima muito baixa. Sempre sofri muito preconceito por ser cacheada. Não sabia direito como cuidar dos cabelos quando menor. Então o dia que eu fiz a minha primeira chapinha foi emocionante. Foi assim, uau, pela primeira vez na vida você está linda! Meu pai saiu de casa pra ir no mercado eu acho. Depois ele voltou e disse, marquei salão pra você. Você vai fazer chapinha hoje! Caramba, Me senti maravilhosa. Depois disso, foi só na chapinha que me sentia bonita. Até tentei deixei os cabelos naturais de novo, mas nunca me sentia bem, sempre era a deslocada. Fui crescendo com isso e sempre voltava a alisar ou diminuir o volume dos fios.


Mas chegou um momento em que eu não conseguia mais cuidar dos fios desse jeito, chapinha e secador não me eram mais suficientes, o cabelo não ficava "no lugar dele" e eu sempre me sentia mal. Fiz chapinha poucas vezes depois que Alice nasceu, não era um processo muito fácil, e sempre demorava muito, por o meu cabelo é muito grande.
Quando comecei a pesquisar sobre fitagem e tratamentos cacheados me vi em um mundo novo, onde as cacheadas são o que querem ser. Aqueles cabelos maravilhosos com muito volume. Desejei muito isso e decidi que ia mudar. Lembro até hoje foi em um sábado...


O dia em que fiz a minha primeira fitagem foi um momento, muito marcante e diferente. Eu confesso que sai de casa com medo do que todo mundo ia falar de mim, e de eu estar estranha e ridicula. Mas quanto mais eu me olhava no espelho mais Carla eu passei a me sentir. Não que a Carla de cabelos lisos não fosse eu mesma. Mas a Carla dos cabelos cacheados era uma outra Carla, uma Carla mais empoderada, mais bonita. Sim hoje eu sou maravilhosa, por que eu me amo, como eu sou. Eu acho o meu cabelo lindo. E não tenho vontade de alisar, não por agora.


Dizem que a gravidez te modifica né, no meu caso foi uma modificação radical e no caso de vocês?
Me conte como foi? Quero muito saber ein...
Beijos e até a próxima.


Copyright © 2014 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo