segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Dia de Festa - Unicórnio



Oi pessoal tudo bem?

Tem post novo de maternidade com esse tem maravilhoso que está fazendo a cabeça das mamães e dos papais por ai.
Este é um tema que pose ser utilizado desde o chá de bebê até os aniversários de crianças maiores.

A ideia principal para fazer o Tema Unicórnio é utilizar o chifre (marca registrada), cores candy colors e os cílios.

Vem ver as inspirações que eu trouxe pra ficarmos babando...








quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Sobre o Dia das crianças que eu quero lembrar


Quando eu comecei a pensar em qual post eu colocaria essa semana sobre o Dia das crianças muitas ideias vieram a minha cabeça. Eu inclusive comecei a preparar um post com dicas do que dar de presente para os pequenos. Mas acabei de apagar tudo para começar este aqui.

Sabe porque? Alice não vai acordar amanhã e ter um pacote de presente disponível pra ela abrir com um brinquedo dentro. Não que ela não tenha ganho presentes, por que eu comprei um e meus pais também, mas ela já abriu e tá correndo com eles pela casa.

E é assim que eu me lembro dos meus dias das crianças, quando eu era pequena. Meus irmãos e eu ganhávamos um presente no pagamento e no Dia das Crianças, nós íamos pra rua ver a procissão de Nossa Senhora Aparecida passar, depois correr pra pegar os doces na festa da vizinha e brincar a tarde toda. Nós passávamos esse dia que era nosso, fazendo o que toda criança mais gosta, brincando.

O mais importante não era o tanto de presente que se ganhava ou o que ganhava, o mais importante era brincar. Não interessava se eu não ganhasse o ultimo modelo de boneca da TV ou uma cozinha dessas com forno que acende e tudo. Nós queríamos mesmo era conseguir pegar a maior parte de balas que conseguisse, correr na rua atras de bola jogando queimada, comer bolo e tomar refrigerante. E, no final do dia, a nossa maior vitória era conseguir ter o maior número de pacotes de bala que pudéssemos pegar.

E isso é tudo o que eu quero que a minha filha aprenda, isso é tudo que eu quero que ela tenha nesse Dia das Crianças, e olha que nem to discutindo consumismo aqui ein. Estou pensando nas melhores lembranças que ela pode levar pra vida dela, estou pensando em como essas lembranças fizeram o meu futuro melhor e fará no dela também. Tudo que eu quero é que ela seja amada e feliz e faça como eu nesse dia que é dela, que ela brinque como quiser e como puder.

Espero mesmo que esse dia te faça relembrar a sua infância, aqueles dias maravilhosos que você teve e que eram os mais simples e que você era tão feliz. As vezes na vida, queremos o mundo para os nossos filhos quando devíamos querer mesmo era apenas ganhar o seu sorriso.

 Beijos e beijos

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Festa na Real - Reinado do Arthur


O tema da Festa dessa semana é lindo de viver. A Jéssica mamãe do Arthur escolheu o tema Rei para a festa de um ano do pequeno Arthur. Foi pura magia e emoção. Um aniversário bem caprichado em cada detalhe. Espero que vocês gostem e vamos ao depoimento da Mamãe Jéssica.



sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Paracetamol após as vacinas pode atrapalhar o efeito

vacina - mae - de - uma - alice
Imagem


Algumas vacinas trazem incômodos para os bebês após as vacinas. Principalmente as do primeiro ano de vida. Essas sempre foram as mais difíceis aqui em casa. Alice teve várias reações após as mesmas, febre, dores no local da aplicação... 

No entanto, essas vacinas são mais do que necessárias para a imunização da criança e para garantir sua proteção contra essas doenças. As reações a essas vacinas também são normais, significa que oc sistema imunológico da criança está reagindo de maneira correta e trabalhando para criar os anticorpos necessários para a imunização. Porém ao menor sinal de febre nós ficamos apreensivos e não hesitamo em dar um paracetamol ou outro analgésico para controlar a febre. 

Um estudo apresentado pela revista The Lancet e desenvolvido na República Checa, diz que essa prática é contra indicada pois pode comprometer o efeito das vacinas. 

O estudo foi realizado em 459 crianças saudáveis ao receber duas doses de vacinas (a primária e o reforço). Uma parte das crianças recebeu doses de paracetamol como prevenção à febre com intervalos de 6 a 8 horas após as primeiras 24 horas da vacina. A outra parte das crianças não utilizou a medicação. 

O objetivo era analisar como o sistema imunilógico e o organimo da criança reagiria à vacina, além de diminuir a febre. O resultado alcançado foi, que, as crianças que tomaram as doses de paracetamol tiveram menos febre, porém a concentração de anticorpos nessas crianças também foi menor.

Por isso antes de medicar seu filho após as vacinas, vale sempre conversar com o pediatra da criança. E só recorra à medicamentos se for necessário e nunca para prevenir  a febre. Reações a vacina são comuns e significa, na maioria das vezes que o organismo está trabalhando de maneira correta. Qualquer dúvida sempre procure um médico. 

Para ler o artigo em primeira mão:


Effect of prophylactic paracetamol administration at time of vaccination on febrile reactions and antibody responses in children: two open-label, randomised controlled trials


quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Transição Capilar


Passar pelo processo de transição capilar pode ou não ser muito difícil. Requer muita confiança e amadurecimento. É uma fase de auto conhecimento e maturidade, é muito mais do que usar cabelo natural, requer muito amor por esses cachinhos lindos. Por isso eu trouxe dicas para passar por esse processo de uma maneira mais agradável. Sem precisar sofrer.


  • TENHA CERTEZA DO QUE QUER: Como eu disse, o processo de Transição Capilar é muito mais do que usar o cabelo cacheado/crespo natural. Requer muito empoderamento e certeza de que é isso mesmo que você quer. Sair da ditadura do liso não significa entrar na ditadura dos cachos. Seu cabelo faz parte de você e aceita-lo como é um processo que exige muitos passos. Além de ser algo que é praticado todos os dias. Vem de dentro pra fora e tenha certeza que não é um processo fácil.
  • PACIÊNCIA É ESSENCIAL: Ser paciente é mais do que importante nesse período. O cabelo normalmente fica com duas texturas. Você não sabe como lidar com aquilo que tem na sua cabeça rsrs e não cabelo cacheado parece que cresce bem mais devagar né. CALMA, fique tranquila que no final você vai amar o resultado viu. Enquanto isso abuse dos penteados procure tutorias no youtube, ou você também pode recorrer ao Big Chop. 
  • ENTENDA SEU CABELO: Existem sim tipos diferentes de cabelos cacheados/crespos viu. Nãos são todos iguais e o seu cabelo pode ter mais de um tipo e isso é normal viu. Fique tranquila. Entenda como seu cabelo se comporta e como estão seus fios. 

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Decoração Harry Potter


Dizem por ai, que eu tenho uma paixão por Harry Potter... Eu não confirmo nada disso ein hahaha.
Por isso quando vi esses quartinhos com o tema eu me apaixonei.
Esses quartinhos são de trouxas ( ou não né) que se inspiração nessa saga maravilhosa que toma conta dos nossos corações sempre.
Além dos quartinhos tem vários itens de decoração que nos fazem morrer de amor pela saga né.
Mas chega de falar e vamos às fotos:




segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Incentivando a Gratidão


Todos os dias das nossas vidas temos motivos para agradecer. Seja por uma graça recebida. Seja simplesmente pelo dom da vida dado a nós por Deus Pai. Em uma sociedade marcada pelo consumismo em excesso é muito importante ensinar os nossos filhos a agradecer. Mas para ensinar as crianças é preciso que sejamos exemplo para todos eles.
Fazer com que as crianças ajudem na tarefa de casa, agradeçam por um presente e doem o que não querem mais, pode desenvolver nela o espírito de gratidão. Converse com seu filho sobre tudo o que você é grato, todos os dias. Pode fazer isso na hora de dormir.
Ajude o seu filho a encontrar um propósito de vida e a agradecer a Deus também nos momentos difíceis. Mesmo quando acreditamos que tudo está perdido coisas boas podem acontecer.

E o mais importante como dito ali em cima. Seja o exemplo.
Seja grato em todos os momentos. A gratidão nos aproxima de Deus e nos fortalece em tempos de batalha.
O texto de hoje é bem curtinho, mas eu estava pensando muito sobre isso essa semana. Vamos refletir...
Beijos beijos


quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Dia de festa: Chapeuzinho Vermelho Alice fez 3




Nem imaginava que esse dia ia chegar tão rápido... mas chegou gente! Alice fez 3 anos. 

Passa tão rápido essa fase gente, o tempo é muito cruel. Ontem mesmo ela era um bebezinho lindo que ficava em meus braços. 
Hoje já está enorme, correndo por todos o lados e brincando de princesa e rainha. 
Além disso tudo já fala de tudo viu, e, tem uma personalidade forte e decidida. Foi ela mesma que escolheu o tema dessa festa. E digo mais, já escolheu a do próximo ano também viu. 
A escolha primeira dela foi do Lobo Mau. Sim, ela queria uma festa do Lobo Mau. Conversamos muito com ela. e ficou decidido pela festa da Chapeuzinho Vermelho. 
Preparamos tudo com muito carinho e amor e tudo foi feito em casa por mim. 
Vamos as fotos: 




terça-feira, 1 de agosto de 2017

DIA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO



Olá pessoal tudo bem,

Hoje dia primeiro de agosto é considerado o Dia Mundial da Amamentação. Então fiquei pensando no que escreveria sobre esse dia e resolvi que nada melhor do que falar da minha experiência. Alice tem 3 anos e amamento há 3 anos. Sim, Alice ainda não parou de mamar, e sinceramente, acredito que não vai parar de mamar tão cedo.

Não é fácil, nunca foi. Como tudo o que fazemos pela primeira vez, requer disposição para aprender. É um momento mágico auto-conhecimento. Você encontrará a melhor posição para amamentar, a forma como segurará o bebê com mais facilidade...

Alice nasceu com 41 semanas e meia de uma cesárea de emergência, como em toda cesárea ela foi pro banho antes de vir pra mim. Eu estava muito fraca, por ter tido uma hemorragia e não conseguia segura-la então meu esposo me ajudou. O primeiro mês de amamentação não foi fácil, nenhum pouco, sangrou, doeu muito, muito mesmo. E foi por meio de muita oração e muito apoio dos meus pais, do meu esposo e da pediatra da Alice que eu consegui continuar amamentando.

A força e a confiança que cada uma dessas pessoas me deram foi o que me ajudou a continuar todos os dias, mesmo quando eu chorava de dor, minha mãe estava lá do meu lado, me auxiliando e me dizendo para manter a calma que eu iria conseguir. Aprendi a amamentar. Aprendi a fazer a pega correta e a retirar Alice na hora certa do peito para que ela não me mordesse. Alice não usou chupetas,  mamadeiras nem afins. Foi uma escolha minha não utilizar nenhum desses produtos com ela.

Esse texto é um desabafo, muitas pessoas diziam que eu não conseguiria amamentar, que eu não daria conta, que era desnecessário que não sustentava. Mas eu digo pra você futura mãe, faça suas próprias escolhas e confie em você. Existem muitas consultoras em amamentação e muitas informações a sua disposição na internet. Conheça e utilize-se dessa época maravilhosa que é a gravidez para se informar o máximo possível sobre a amamentação, o parto e tudo o que achar importante sobre o bebê. Essa é a época de aprender...

Estamos juntas nessa viu! Se precisar de mim pode me chamar viu.
Me envie um e-mail que conversamos!
Beijos e até a próxima






terça-feira, 14 de março de 2017

Minha filha só chora comigo?


  Um dia desses eu cheguei em casa do trabalho e logo em seguida Alice começou com choro e birra. Ai minha mãe lançou essa:  "Foi só a sua mãe chegar que começou essa birra né!" Depois disso fiquei pensando sobre a minha capacidade de ser mãe. Se ela só faz birra comigo é por que eu não sei impor limites né?! Talvez eu não seja uma boa mãe, não saiba educar. 

  Mas isso não faz muito sentido. Porque eu sou uma mãe firme com Alice. As vezes me culpo de ser firme demais até. Imponho limites que meus pais não colocam. Então por que minha  filha faz as piores birras comigo? 

  Para responder essa pergunta, quero que você pense em um dia bem estressante, em que você teve que manter todo o seu auto controle durante o dia todo e depois desmoronou quando chegou na sua casa, lá na sua cama. Talvez você tenha descontado um pouco do seu stress no seu esposo, talvez na sua própria mãe. Ou talvez apenas chorou lá no seu travesseiro quando todo mundo foi se deitar. Entendeu onde eu quero chegar? 

quarta-feira, 8 de março de 2017

Falando sobre Disciplina Positiva


    Tem uma blogueira de maternidade que eu amo que diz sempre: "Maternar, não é uma pracinha!" kkk' É gente o bagulho é louco. Tiro, porrada e bomba! Quando falamos de educação então a coisa piora e muitas vezes ficamos frustradas por não conseguir educar os nossos filhos da forma que nós queremos. Aqui em casa, tentamos praticar a educação positiva e confesso que minha mãe tem mais sucesso que eu no método! Mas por que é tão difícil educar de forma positiva?
    Minha maior dificuldade com a Disciplina Positiva, foi querer a perfeição, achar que Alice sempre estaria feliz, que ela aprenderia tudo de primeira. Queria ser igual aquelas mães blogueiras sabe, tudo num mar de rosas. Até eu colocar na minha cabeça que as pessoas são diferentes, que eu sou diferente e precisava encontrar a melhor forma de fazer a Disciplina Positiva funcionar aqui em casa.
   As crianças são seres humanos em formação, com sentimentos, dores, tristezas e angustias, igualzinho a nós, adultos. Tem dias que eles acordam mal humorados, cansados, ou estão com alguma dorzinha, fome, etc. Levando em conta que são seres humanos em formação, estão aprendendo como agir, principalmente quando são tirados de seu ambiente de conforto e segurança. Quando colocados em choque com seus sentimentos eles não sabem como lidar e explodem com gritos e as famosas birras. Nós adultos, porém esquecemos que são seres humanos com sentimentos, e acreditamos por muitas vezes que eles precisam agir segundo a nossa vontade, pois acreditamos que esse é o melhor pra eles. Eu sei que quando a coisa tá lá, fora do controle, a criança tá lá fazendo a birra é mais fácil gritar e chamar a atenção repreendendo o comportamento dela, ao invés de tentar entender o que aconteceu para que aquilo estivesse acontecendo. 
  Muitas vezes esse nosso comportamento se reflete à forma como fomos criadas, e isso está enraizado em nós. As pessoas a nossa volta dizem que precisamos impor limites para nossos filhos, que um tapinha não faz mal. Que criança precisa apanhar para receber limites e saber quem manda em casa. Quando falamos de Disciplina Positiva, muitas pessoas entendem que é uma criação permissiva, onde não se imponha limites às crianças. Não é isso meu povo e minha pova. Criança precisa sim de limites, precisa sentir que tem alguém a guiando, ou ela ficará angustiada e perdida sem noção de onde ir. 
   Acredito que eu possa definir a Disciplina Positiva como uma forma de educar com empatia e amor. É entender e atender a necessidade daquele ser, que precisa inteiramente de nós. Por exemplo, em uma birra, antes de gritar, ou forçar a criança com aquele comportamento, tente entender o que à levou aquela atitude. Toda birra é uma reação à algo. Aprendendo a entender os motivos que levaram a criança a tomar aquela atitude drástica, vamos aprender também a prender a nos prevenir essas atitudes. 
   Eu sei que não é fácil principalmente quando estamos cansados, eu noto que as birras da Alice vem sempre acompanhadas de cansaço e sono. Quando ela está cansada e demoro pra ajudar ela a dormir as coisas normalmente saem do controle. Então eu percebi que aos primeiros sinais de cansaço, fazer ela dormir é o melhor pra ela. Está vendo dormir é uma necessidade, e muitas vezes eles não sabem pedir, ou dizer que estão com sono. Então prevenir é sempre o melhor remédio!
Como eu disse, a Disciplina Positiva tem como base o amor e a empatia. isso significa que precisamos nos colocar no lugar do outro. Amar também significa colocar limites e regras, mas tudo isso pode ser feito com muito respeito. Lembre-se que fazer com que a criança sinta respeito por você, vale mais a pena do que fazer com que sinta medo. 
    Ainda falaremos um pouco mais sobre criação positiva no blog...
    Beijos e até a próxima 

segunda-feira, 6 de março de 2017

5 vídeos sobre o Feminismo pra você entender um pouco mais do assunto!

Semana da mulher começando aí e eu fiquei pensando em que tipo de post traria pra vocês. Se você não viu no ano passado dei algumas dicas de como criar uma criança um pouco mais empoderada! Esse ano resolvi trazer um vídeo que me ajudaram a tirar algumas dúvidas e eliminar alguns preconceitos que eu tinha.
Lembrando que o Feminismo tem algumas vertentes, então antes de você sair por aí me ofendendo com a sua "opinião", assiste aí esses vídeos pra aprender um pouco!


5 Indícios de que você é Feminista 


Esperando os comentários me atacando sobre ser cristã e ser favor do aborto! Não eu não sou a favor do aborto. Não fazem parte dos meus princípios cristãos e não eu não abortaria. Porém é uma discussão que fica pra outra hora. Esse assunto pede um post só pra ele.

Não tira o batom vermelho



Relacionamentos abusivos nunca, NUNCA, NUNCA são bons! 

#GirlPowerCH: Jout Jout rebate comentários anti-feministas



Feminismo é sobre decidir o que eu quero e não o que quero pra mim!

Ana e Jout Jout: QUANDO VOCÊ ASSUME SUA IDENTIDADE



Assistam, apenas assistam! 

Feminismo



O seu feminino! O bom é você decidir o melhor pra você! 

Beijos e Feliz dia da Mulher!

quarta-feira, 1 de março de 2017

5 Ideias de passeios para deixar os pequenos animados

As vezes penso que estou ficando velhinha já que não gosto muito de farra, pinga e foguete! Prefiro muito mais um Netflix e dormir. Mas já que isso não vai ser possível com a cria longe da escola, pensei em fazer alguma coisa diferente além de ficar em casa. E como encontrar opções legais para fazer com a cria no feriado não é tão fácil assim, vou deixar 5 ideias do que fazer com a cria nesse final de semana!

Ir à um parque   


 Parques são sempre ótimas opções, as crianças adoram explorar e ficam livres para correr e se divertir bastante. Correr e ver a natureza são ótimas opções que deixam os pequenos sempre muito animados. O bom é que dá pra usar a imaginação e criar muitas brincadeiras e atividades divertidas. E no se esqueça do bom e velho piquenique sob a grama, faz um bem danado até pra você viu! 


Museu

Eu acho museus ótimas opções, são passeios divertidos e sempre aprendemos algo. As crianças adoram acham tudo muito interessante e se divertem pra caramba neles. Pode não ser o melho passeio pra gente, mas pense em um jeito de deixar as coisas mais divertidas para os pequenos, com brincadeiras, surpresas ou até uma atividade relacionada ao tema após o passeio. 


Piscina/praia

A maioria das crianças adora piscina, e, nesse calor então, não tem nada melhor. Por isso pegue as crianças, tire o seu biquini da gaveta, prepare um lanche pra galera e partiu diversão. Tenho certeza que será um dia maravilhoso, e os pequenos voltarão pra casa muito cansados e muito felizes com o passeio. Só não esqueça o protetor solar ein. 

Dia de artes 

Se não foi possível sair de casa com os pequenos, seja pela chuva que não deixou, seja pelo trabalho ou algo assim. Programe uma dia de diversão e artes com os pequenos. Solte o Picasso que existe em você e prepare atividades divertidas e que ao mesmo tempo soltem a imaginação dos pequenos. E nem precisa muito viu, papéis diferentes, giz de cera, tintas, pincéis, glitter e muita cola colorida faram a festa dos pequenos.

Festa do pijama

Planejar uma  noite divertida, com direito a cabaninha, contar histórias e muitos jogos divertidos, vai render uma noite maravilhosa e de pura diversão. Você pode montar uma cabaninha, ou simplesmente jogar os colchões na sala, dormir e acordar juntos em um lugar que não seja a cama, já vai tornar a coisa mais interessante. 



Lembre-se que o importante para as crianças é passarem um tempo juntos, e que eles notem que a sua total atenção está sendo para eles. Sem trabalhos, redes sociais ou TV. Crianças não precisam de coisas caras, eventos muito trabalhados e muitas coisas para serem felizes. Eles precisam mesmo é de presença e muito amor. Siga o seu coração e um ótimo feriado! 

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Expectativas x realidades de 2,5 e meio de maternidade!



Eu passo muitas horas por dia no ônibus (sim seja solidário comigo haha), e essas maravilhosas horas me rendem inúmeras histórias e muitas dicas de maternidade.
É tanto: "Ah... mas quando meu filho nascer..." Gente chega cá comigo, a maternidade é um eterno pagar a língua e continuando na onda dos ditados mais sábios da minha avó. Não cospe pra cima que cai na cara!
Eu falava exatamente isso, que criaria minha filha no método Montessori, nada de TV até dois anos, nada de refrigerante ou até mesmo suco, birra no supermercado não existe, presente somente nas datas comemorativas.  . Quer descobrir no que eu mais paguei a língua? Vem comigo! 

AMAMENTAÇÃO PROLONGADA

Eu acreditava que seria uma benção, uma maravilha, e que ela sairia logo do peito indo para a escolinha. 

Realidade: Ela quer mamar assim que chega em casa da escola, mama na madrugada ainda, tem noites que ela só quer o peito e quando estou de folga quer ficar pendurada. Resultado, uma mãe com muitas olheiras...

DESFRALDE 
Vai ser de boaaaas! Segundo estudos quando a criança começa a pular com os dois pés, ela já tem a capacidade de segurar o esfincter e já consegue solicitar a ida ao banheiro. Vai ser moleza, vou comprar um penico e pronto. Eu sai com um ano da fralda, ela tem o meu gênio, vai sair também. 

Realidade: Ela faz no banheiro a hora que quer! Trezentas calcinhas sendo lavadas todos os dias, passo a maior parte do dia limpando xixi do chão, comprei um penico que ela faz de banheira para bonecas, eu pergunto o dia todo se quer fazer xixi, senta na privada com o redutor, fica lá uma vida e não faz nada. É só sair do banheiro que rola o escape. 

BIRRAS
Minha filha, ah minha filha não vai ser igual a filha de fulano não, nada de birra no supermercado, pedindo doce ou eu passo com o carrinho por cima. Em casa, ou na casa dos amigos, vai sentar e se comportar... 

Realidade: Amigos é só sair com a criança de casa quando ela tá cansada, com fome, ou não está tendo um dia bom (sim crianças são seres humanos, tem sentimentos, ficam de mal humor, se cansam, se magoam igualzinho a você e eu), que já começam as brigas. É gritaria, babado e confusão sim e quando eu to cansada acabo dando o que ela quer só pra evitar a fadiga.

ALIMENTAÇÃO 
Minha filha vai ser muitoooo saudável, nada de refrigerante, suco haha faz mal, tem muito açucar. Só frutinhas e na hora certa..

Realidade: Vai comer babata frita comigo, come MC Donalds (na verdade sempre me enrola e fica só com o brinquedo), toma refri, come chips e as vezes rola uma bolacha recheada, que ela come o recheio. Come frutas sim, ama banana, batata doce, alface e tomate, come ovo de montão se deixar e olha gente come arroz e feijão no almoço e no jantar, na maioria dos meus dias. Mas é que as vezes não dá, não tenho tempo, minha mãe as vezes também não, as vezes eu to cansada mesmo. O importante é ela comer arroz, feijão, salada e carne. Uma besteira as vezes não faz tão mal assim. 

Eu ficava toda preocupada, achando que era uma péssima mãe, que não cuidava dela direito e que tinha que me esforçar mais. Porém na real, não existe uma fórmula perfeita na criação dos nossos filhos. A unica certeza que você tem na vida, é o amor que sente por ele, e de amor de mçae ninguém dúvida. O resto amiga, o resto seu coração te guia... 

Deus abençoe 
Beijos
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo