terça-feira, 14 de março de 2017

Minha filha só chora comigo?


  Um dia desses eu cheguei em casa do trabalho e logo em seguida Alice começou com choro e birra. Ai minha mãe lançou essa:  "Foi só a sua mãe chegar que começou essa birra né!" Depois disso fiquei pensando sobre a minha capacidade de ser mãe. Se ela só faz birra comigo é por que eu não sei impor limites né?! Talvez eu não seja uma boa mãe, não saiba educar. 

  Mas isso não faz muito sentido. Porque eu sou uma mãe firme com Alice. As vezes me culpo de ser firme demais até. Imponho limites que meus pais não colocam. Então por que minha  filha faz as piores birras comigo? 

  Para responder essa pergunta, quero que você pense em um dia bem estressante, em que você teve que manter todo o seu auto controle durante o dia todo e depois desmoronou quando chegou na sua casa, lá na sua cama. Talvez você tenha descontado um pouco do seu stress no seu esposo, talvez na sua própria mãe. Ou talvez apenas chorou lá no seu travesseiro quando todo mundo foi se deitar. Entendeu onde eu quero chegar? 

  Com as crianças é da mesma forma, nós mães somos o ponto de segurança delas, e as vezes ela segurou todo o stress de um dia cheio na creche, ou o cansaço. Ou ela simplesmente não acordou em um dia bom. Ela guardou todo esse stress no coraçãozinho dela durante o dia todo esperando a pessoa com quem ela podia se soltar. 

  Como os pequenos ainda não sabem controlar as emoções, eles se libertam quando você chega em casa e essa "libertação" pode vir através da famosa birra. No livro "Já tentei de tudo!", da autora Isabelle Filliozat, ela diz que "Todo mamífero espera a sua mãe antes de expressar um sentimento de pavor em voz alta. Na ausência da mãe, é melhor não se expressar em demasia."  Então essa birra e todo esse choro sem motivo algum é só uma liberação de tensão acumulada. 

  Não estou dizendo que você não tem que colocar as mãos para o céu e agradecer a Deus as birras que o pequeno anda fazendo contigo. Tem que impor limites sim, com empatia e respeito sempre. Na semana passada, no post sobre Disciplina Positiva, eu disse que estamos criando "serhumaninhos" em formação, eles ainda estão aprendendo a lidar com tudo por aqui. E só com amor e muitooo amor ein, conseguiremos educa-los e ajuda-los colocar todos esse turbilhão de emoções que eles tem dentro de si em ordem. 

  Portanto, não se culpe tanto quando alguém disser que seu filho só faz birra contigo. A tendência de toda mãe é diminuir sua capacidade. Pois somos seres cheios de dúvidas e angustias, Mas acredite em mim quando eu digo que somos boas mães sim. Você está realizando um ótimo trabalho viu. Fique em paz. 

Beijos

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo