quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Desafio da Maternidade




Há alguns dias anda rolando um desafio no Facebook com o nome Desafio da Maternidade. Muitas pessoas aderiram ao bendito desafio que consistia em postar 3 fotos que te fazem amar a maternidade. Mas como tudo que é postado nos Facebruik da vida vira gritaria, babado e muita confusão, com esse desafio não foi diferente. Umas mãe disseram que não iam aderir por que era mostrar uma maternidade de fantasia uma maternidade falsa, em que tudo é mil maravilhas e muito amor vinte e quatro horas por dia. Outras disseram que não que ser mãe é abrir mão de tudo e amar incondicionalmente o filho e blá blá blá. Teve confusão até com o lance do aborto.

Euzinha aqui aderi ao Desafio da Maternidade, se é que pode ser chamado assim né! Olha gente eu adoro lutar pelos meus, nossos direitos de ser mãe, de ser mulher e de mandar no nosso próprio umbigo, mas vamos lutar por causas que valham a pena sabe. Eu aprendi que devemos escolher as nossas batalhas para assim ganhar a guerra. Não dá pra se desgastar com tudo, nem levar o Facebook tão a sério assim gente.

Eu interpretei o desafio como uma forma de descontrair de mostrar o meu melhor lado da maternidade, eu amo ser mãe. Não 24h por dia 7 dias por semana. Mas pelo menos na maior parte do meu dia eu amo ser mãe. Ninguém disse pra mim que seria fácil, igualzinho a família de capa de revista, muito pelo contrario, eu preciso lutar muito por minha familia e por minha filha. Passar por cima de muita coisa pra fazer o que eu acho que é melhor pra ela e pra mim.

Mas EU Carla Araujo Alves Ribeiro acredito que pintar a maternidade de preto e vermelho sangue pra desmistificar a ideia de maternidade de novela já é demais. E se você não ama ser mãe pelo menos um pouquinho no seu dia-a-dia, mesmo com o baby blues e com um recém nascido, descabelada, sem dormir, tá na hora de procurar uma ajuda. E falo isso não com arrogância ou superioridade, falo com amor, com empatia e solidariedade. Tem alguma coisa errada ai amiga!

Saiba que é fase, essa fase difícil que você tá passando ai com um recém nascido, eu também passei.
E essa fase difícil que você está passando com seu filho de 6 anos eu vou passar ainda.
Mas o que eu posso te garantir, é que isso passa, passa mesmo. E todas somos fortes e conseguimos passar por qualquer coisa nessa vida de mãe. Porém é preciso união. Precisamos dar as mãos e lutar por nós. Se nem nós nos respeitamos quem vai nos respeitar? Então vamos parar de chamar uma mãe de hipocrita ou coisas do tipo e aprender a respeitar as opiniões. E que tal ver o lado positivo da maternidade? Também tem viu...
E você participou do desafio?
Qual a sua opinião?


Aaaaah aproveita e curte nossa página no Facebook viu!

Copyright © 2014 | Design e C�digo: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo